A Comunicação não-verbal da postura corporal

Agosto/2016

 

Muitos de vocês leram ou ouviram algo sobre como o corpo fala, ou como o corpo se comunica, o tempo todo nos comunicamos com ele sem expressar uma só palavra. Uma das obras que retrata o que vou abordar neste artigo é a do Lair Ribeiro, “A Magia da Comunicação”, onde explica que a palavra representa apenas "7% da capacidade de influenciar pessoas, enquanto que, o tom de voz representa 38% do poder da comunicação e a postura corporal 55% desse poder".

Com esses dados, podemos refletir sobre a nossa postura corporal no mundo dos negócios. O quanto isso influencia em uma reunião, em uma orientação do gestor para a sua equipe, no atendimento direto ao cliente, isso para citar alguns exemplos.

A linguagem corporal é controlada por impulsos inconscientes, dessa forma ela acaba revelando o que de fato a pessoa está pensando. Em muitos casos, a palavra é uma e o gesto é contrário a ela.

Vamos lembrar o clássico exemplo dos braços e pernas cruzadas, que significam que a pessoa está fechada, muitas vezes até insegura quanto à mensagem que está sendo dita. Enquanto que a pessoa com as pernas descruzadas conota atitudes seguras e dominantes.

Esse simples gesto de cruzar os braços pode colocar um cliente para correr do seu estabelecimento. Assim também pode acontecer em uma reunião com gestores, quando o diretor em sua fala diz que está aberto para ouvir as sugestões, mas em seguida cruza os braços. Isso pode acontecer com o cliente, que se fecha para qualquer coisa que o atendente disser. Daí, nessa hora, como estratégia, é oferecido água ou café, uma forma gentil de fazer com que ele descruze os braços e lhe ouça melhor. Vocês devem estar lembrando inúmeras outras situações tanto pessoais quanto profissionais que passaram ou estão passando.

A linguagem corporal tem outro elemento que não podemos deixar de citar, o uso do celular. Como lidar quando entramos em uma loja e o atendente não larga o celular? E quando vamos para uma reunião de negócios e uma das partes diz que está nos ouvindo e não desgruda do aparelho? São situações dos novos tempos, que precisamos aprender a lidar. Aqui sugiro às organizações que eduquem os seus colaboradores para o bom uso das novas tecnologias, que muito podem ajudar o seu negócio prosperar. Mesmo com os avanços tecnológicos e com a geração multitarefa, algo deve permanecer em qualquer relação: o respeito.

Porto Alegre 

Rio Grande do Sul

Brasil

  • YouTube Social  Icon
  • Wix Facebook page