A boa comunicação é simples!

Julho/2016

 

Está mais do que na hora de rompermos o paradigma da Comunicação Organizacional: ela não é luxo, é necessidade, independente do tamanho da empresa. A Comunicação de qualquer negócio é ampla (público interno e externo), pois, assim como outros setores, está ligada diretamente à sobrevivência e manutenção das organizações. Apesar de ser ampla, a boa comunicação é simples, basta vontade e conhecimento.  

A boa comunicação é essencial para cada um dos processos dentro ou fora das organizações. O simples processo de comunicação requer um emissor, uma mensagem e um receptor. Para isso, a mensagem deve ser planejada, uma vez que o receptor precisa compreender o que o emissor está transmitindo. Acredite, essa é uma ferramenta fundamental para o êxito em todos os processos organizacionais.

Para exemplificar, a comunicação é tão vital para a saúde de uma empresa que é ela a responsável pela forma que os colaboradores trabalham em conjunto, alinhados aos propósitos da organização, com o intuito de atingir os objetivos dentro do planejamento estratégico. A Comunicação também é responsável pelo engajamento e manutenção de um bom e produtivo clima organizacional.

Apresentamos três dicas muito simples para você conquistar a boa comunicação dentro da sua organização:

1) Seja objetivo – a objetividade é fundamental no mundo dos negócios, assim como na vida pessoal. Uma palavra mal empregada, por exemplo, pode fazer a empresa perder muito dinheiro ou ter a imagem abalada. Ou ainda uma mensagem com duplo sentido pode causar o mesmo dano. É preciso atenção a todas as formas que as informações circulam pelas suas equipes, dentro e fora da organização. A linguagem objetiva deve fazer parte da cultura organizacional da sua empresa! Importante também ao tipo de linguagem objetiva, pois, para cada público talvez tenhamos que utilizar uma mensagem diferente, para alcançarmos o mesmo objetivo com todos.

2) Escute com atenção (foco) – além de falar com objetividade, é mais do que necessário saber escutar com atenção, principalmente no contexto atual da geração multitarefa. Aqui a referência não é ao ato de ouvir, mas sim ao ato escutar, uma vez que o foco precisa estar voltado à mensagem que o emissor está dizendo, para que a resposta seja dada de forma correta, diminuindo para quase zero o índice de distorção da sua interpretação. Precisamos escutar para compreender. Quando falamos em ter foco, significa estar e pensar no “aqui e agora”, fazer uma tarefa de cada vez para minimizar equívocos. E escutar é uma das mais fundamentais.

3) Cuide do tom de voz – a mensagem pode ser objetiva, a resposta pode ser correta, mas a forma como você vai falar pode acabar com a efetividade da sua comunicação. A referência aqui é para as mensagens oralmente faladas, pois o tom de voz é comunica muito, algumas vezes mais que o próprio texto. Comunicamos muito pelo tom de voz. A mensagem escrita pode ser a mais objetiva possível, mas o tom de voz põe tudo a perder. Mais do que uma vírgula mal colocada, alerto aqui para a entonação das frases. O tom de voz pode estar carregado de raiva, cinismo, preconceito, ironia, tristeza, desânimo... Isso pode gerar problemas imensos nos seus negócios. É preciso estar alerta nessa questão também!

Porto Alegre 

Rio Grande do Sul

Brasil

  • YouTube Social  Icon
  • Wix Facebook page